ESTUDO RETROSPECTIVO DAS ALTERAÇÕES HEMATOLÓGICAS NOS CASOS DE ERLIQUIOSE EM CÃES ATENDIDOS NO DISTRITO FEDERAL

MARIA APARECIDA DE MELO DOS SANTOS, TATIANA GUERRERO MARÇOLA, MARGARETI MEDEIROS, GUILHERME KANCIUKAITIS TOGNOLI, FABIANA SPERB VOLKWEIS

Resumo


A erliquiose canina é considerada uma das principais doenças infectocontagiosas de ocorrência mundial, com grande prevalência em todo território nacional. É uma doença infecciosa severa, causada por bactérias do gênero Ehrlichia spp., em especial a Ehrlichia canis, que leva a manifestações clínicas graves. As manifestações clínicas são inespecíficas e multissistêmicas, dessa forma, o diagnóstico clínico não é suficiente para confirmação da doença, sendo necessária realização de diagnóstico complementar através de exames hematológicos e sorológicos específicos. A pesquisa foi realizada através da análise de 107 exames hematológicos de pacientes com diagnóstico confirmado da doença. Com base nas alterações de maior ocorrência, foi realizado um estudo estatístico descritivo, indicando que 72% dos cães estudados (77/107) apresentavam anemia do tipo normocítica normocrômica, 46% (49/107) apresentavam leucopenia e 80% (86/107) apresentavam trombocitopenia. O quadro de pancitopenia ocorreu em 36% dos animais (38/107).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Científica de Medicina Veterinária - REVET - ISSN 2448-4571

Centro Universitário do Planalto Central Apparecido dos Santos - UNICEPLAC

Gama Leste, Brasília - DF

revista.veterinaria@uniceplac.edu.br