Úlcera gástrica por uso de diclofenaco de potássio em um cão: relato de caso

Ellen Santos, Vanessa da Silva Mustafa

Resumo


Os anti-inflamatórios não esteroidais (AINE’s) são utilizados em várias ações terapêuticas, especialmente para analgesia e como antitérmico. Um dos princípios ativos dos AINE’s é o diclofenaco de potássio que além de aliviar os sinais clínicos da dor atuam na cicloxigenase 1 consequentemente impedindo a produção de prostaglandina, a qual participa de ações fisiológicas, como a produção de muco gástrico e inibição da secreção ácida no estômago, assim, quando inibida, pode causar um quadro de úlcera gástrica. Este trabalho tem por objetivo relatar o caso clínico de um Chow-chow submetido ao tratamento com diclofenaco de potássio 50mg (Cataflam®) para alívio da dor por dois dias, sem recomendação médica. O cão apresentou uma leve melhora com relação à percepção da dor, mas 3 dias depois foi encaminhado ao veterinário com apatia, inapetência, abdômen aumentando de tamanho e dor local. No dia seguinte o paciente veio a óbito. A administração desse medicamento pode causar diversos tipos de danos à mucosa estomacal, intestinal, renal e hepatotoxicidade. Sendo assim seu uso é contra indicado para animais de pequeno porte. A falta de conhecimento do tutor e o hábito de medicar o animal sem orientação do médico veterinário podem causar quadros similares a esse e a morte de animais, mesmo quando o diclofenaco é administrado durante poucos dias.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE S. F. e JERICÓ M. M. Manual de terapêutica e veterinária, p. 99, cap. 7 p.89-133, 2002.

BARBOSA, C.M.; SAKATE, M.; CAMPLEXI, A.C. et al. Avaliações hematológicas e bioquímicas do uso de diclofenaco de sódio, meloxicam e firecoxibe em ratos. Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci., v.41, p.118-126, 2010

DUBAL V. Post Intoxicação com medicamentos. Disponível em: http://bullblogingles.com. Acesso em: 18 jun. 2016.

ELIAS F., MENEGOTO J., CORSO A. S., FREITAS G. C., ALVES C. E. F. Aspectos clínicos patológicos da gastrite ulcerativa em gatos associadas ao uso de anti-inflamatórios não esteroides, Acta veterinária basílica, v. 9, n. 3, p. 279-283, 2015.

GFELLER R., MESSONIER S. Manual Toxicologia de envenenamento em pequenos animais, ed. 2, p. 376, 2006.

GUILFORD W. G., STROMBECK D. R. Acute Gastritis. In: GUILFORD W. G.; CENTER S. A.; STROMBECK D. R.; WILLIAMS D. A.; MEYER D. J. Strombeck’s small animal gastroenterology, 3ª ed., p. 261-274, 1996.

KUMMER C. L., COELHO T. C. R. B. Antiinflamatórios Não Esteróides Inibidores da Ciclooxigenase-2 (COX-2): Aspectos Atuais, p. 5, 2002.

MATHEWS K. A. Nonsteroidal anti-inflammatory analgesics. In: ETTINGER S. J., FELDMAN E. C. Textbook of veterinary internal medicine – diseases of the dog and cat, v. 1, cap. 140, p. 518-521, 2005.

MCCARTHY D. M. Mechanisms of mucosal injury ande healing: the role of nonsteroidal anti-inflammatory drugs. ScandinavanJournalGastroenterology, v. 30, sup. 208, p. 24-29, 1995.

MINDON M. Uso de anti-inflamatórios não esteroidais na terapêutica analgésica de pequenos animais, 2012, p. 10.

MONTEIRO, E. C. A.; TRINDADE, J. M. F.; DUARTE, A. L. B. P.; CHAHADE, W. H. Os Antiinflamatórios não esteroidais (AINE’s). Temas de reumatologia clínica, v. 9 n. 2, 2008, p. 53-63.

RIBOLDI, E.; LIMA, D.A.; DALLEGRAVE, E. Sensibilidade espécie-específica aos anti-inflamatórios não esteroidais: humanos X animais de companhia. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v. 64, n. 1 2012, p. 39-44.

RIBOLDI, E.; LIMA D.A; DALLEGRAVE, E. Sensibilidade Espécie-Específica aos Antiinflamatórios Não Esteroidais: Humanos x animais de companhia. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v. 64, n. 1 2012, p 39-44.

TALCOTT, P.A. Nonesteroidal Antiinflammatories. In: PETERSON, M.E., TALCOTT, P.A. Small Animal Toxicology. 2.ed. Saint Louis: Saunders, 2006, p.902-928.

TASAKA, A. C. "Anti-inflamatórios não-esteroidais In: Spinosa." HS, Górniak, SL.

VASSEUR P. B. et al. Randomized, controlled trial of the eficacy of Carprofen, a nonsteroidal anti-inflammatory drug, in the treatment of osteoarthritis in dogs. Journal of the American Veterinary Association, v. 206, n. 6, p. 807-811, 1995.

WHELTON A. Renal and related cardiovascular effects of conventional and COX‐2‐specific NSAIDs and non‐NSAID analgesics. Am J Ther. 2000;7:63‐74.

XAVIER F. G.; MAURO V. M.; SPINOSA H. S. Toxicologia dos medicamentos. In: SPINOSA H. S., GÓRNIAK S. L., PAÇERMO N. J. Toxicologia Aplicada a Medicina Veterinária, p. 117-113, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Científica do curso de Medicina Veterinária - FACIPLAC.

Gama Leste. Brasília -DF

revista.veterinaria@faciplac.edu.br