Efeito dos exercícios resistidos realizado nos pontos de encontro comunitário sobre a pressão arterial de idosa hipertensa

Natália Seixas Carvalho, Stela Seixas Carvalho, Lorrany Keroly Borges Mendes, Diana Ferreira Pacheco, Lízia Lenza Campos

Resumo


Resumo – A pressão arterial (PA) tende a estar aumentada na pessoa com idade avançada devido à mudança no epitélio vascular, à diminuição da complacência arterial, ao acúmulo de cálcio na parede da artéria e à consequente redução da luz do vaso. Essas mudanças vasculares podem acarretar a hipertensão arterial (HAS). O estudo de caso objetiva analisar o efeito de exercícios resistidos executados nos equipamentos dos Pontos de Encontro Comunitário (PEC) sobre a PA em uma paciente idosa hipertensa. A avaliação foi composta de aferição da PA, graduação de força muscular e circunferência da panturrilha (CP), antes e depois de treinamento dirigido. O treinamento foi composto por 12 sessões, com duração aproximada de 50 minutos, com realização de três séries de 10 repetições em 6 aparelhos do PEC. Os resultados demonstraram que a PA inicial da paciente era 150/90 mmHg e, ao final do tratamento, a PA aferida foi de 120/70 mmHg, houve aumento de força nos músculos deltóide anterior, quadríceps e isquiotibiais e a medida da CP esquerda evoluiu de 38 cm para 39 cm. Este estudo de caso permite concluir que a realização de exercícios resistidos nos PEC pode reduzir a PA em pacientes idosos com hipertensão.

Palavras – chave: Exercícios Resistidos. Pontos de Encontro Comunitário (PEC). Idosa hipertensa. Pressão Arterial.


Palavras-chave


Exercícios resistidos; pontos de encontro comunitário; idosa hipertensa; pressão arterial.

Texto completo:

PDF

Referências


Adams V, Linke A, Kränkel N, Erbs S, Gielen S, Möbius-Winkler S, Gummert JF, Moh FW, Schuler G & Hambrecht R. Impact of regular physical activity on the NAD(P)H Oxidase and angiotensin receptor system in patients with coronary artery disease. Circulation. 111 (5): 555 – 562, 2005. Disponível em: < http://circ.ahajournals.org/content/111/5/555.full> Acesso em: 12 de maio de 2016.

Aguiar P de PL, Lopes CR, Viana HB & Germano, MD. Avaliação da influência do treinamento resistido de força em idosos. Revista Kairós Gerontologia. 17 (3): 201-217, 2014.

Araujo AJS, Santos ACV, Souza K dos S, Aires MB, Santana-Filho VJ, Fioretto ET, Mota MM & Santos MRV. Treinamento Resistido Controla a Pressão Arterial de Ratos Hipertensos Induzidos por L-NAME. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 100 (4): 339 – 346, 2013.

Batista ES. Fisiologia do envelhecimento e abordagem dietoterápica para o idoso. Viçosa: A. S. Sistemas, 2012. 108p.

Brito A de F, Oliveira CV, Santos M do S & Santos A da C. High-intensity exercise promotes postexercise hypotension greater than moderate intensity in elderly hypertensive individuals. Clinical Physiology and Functional Imaging. 34 (2): 126–132, 2014. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23937144> Acesso em: 11 de maio de 2016.

Canuto PM de BC, Nogueira IDB, Cunha ES, Ferreira GMH, Mendonça KMPP, Costa FA & Nogueira PA de MS. Influência do treinamento resistido realizado em intensidades diferentes e mesmo volume de trabalho sobre a pressão arterial de idosas hipertensas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 17 (4): 246 – 249, 2011.

Carletto S, Soares N, Fabrin S, Oliveira RC, Verri ED & Regueiro EMG. Efeito do exercício resistido em idosos: revisão de literatura. Saúde. 2 (1): 91-104, 2014.

Coelho Júnior HJ, Aguiar S da S, Gonçalves I de O, Sampaio RAC, Uchida MC, Moraes MR & Asano RY. Sarcopenia is associated with high pulse pressure in older women. Journal of Aging Reserch. 2015, 2015. Disponível em: <://www.hindawi.com/journals/jar/2015/109824/ > Acesso em: 11 de maio de 2016.

Collier SR, Kanaley JA, Carhart RJr, Frechette V, Tobin MM, Hall AK, Luckenbaugh NA & Fernhall B. Effect of 4 weeks of aerobic or resistance exercise training on arterial stiffness, blood flow and blood pressure in pre- and stage-1 hypertensives. Journal of Human Hypertension. 22 (10): 678 – 686, 2008. Disponível em: < http://search.pedro.org.au/search-results/record-detail/21497> Acesso em: 03 de maio de 2016.

Cornelissen VA & Fagard R H. Effect of resistance training on resting blood pressure: a meta-analysis of randomized controlled trials. Journal of Hypertension. 23 (2): 251 – 259, 2005.

Cunha ES, Miranda PA, Nogueira S, Costa ES, Silva EP & Ferreira GMH. Intensidades de treinamento resistido e pressão arterial de idosas hipertensas – um estudo piloto. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 18 (6): 373 – 376, 2012.

Deturk WE & Cahalin LP. Fisioterapia cardiorrespiratória – baseada em evidências. São Paulo: Artmed, 2007. 734 p.

Fagard RH & Cornelissen VA. Effect of exercise on blood pressure control in hypertensive patients. European Journal of Cardiovascular Prevention and Rehabilitation. 14 (1): 12 – 17, 2006.

Freitas EV & PY L. Tratado de geriatria e gerontologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. 1750 p.

Glynn A & Fiddler H. Guia do exercício: avaliação, prescrição e treinamento. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010. 232 p.

Gradman AH, Arcuri HE, Goldberg AI, Ikeda LS, Nelson EB, Snavely DB & Sweet CS. A randomized, placebo-controlled, double-blind, parallel study of various doses of losartan potassium compared with enalapril maleate in patients with essential hypertension. Hypertension. 25 (6): 1345 – 1350, 1995. Disponível em: < http://hyper.ahajournals.org/content/25/6/1345.full> Acesso em: 12 de maio de 2016.

HIPERTENSÃO avança e atinge 24,4% dos brasileiros, 2010. Disponível em: < http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/noticias-anteriores-agencia-saude/4196-hipertensao-avanca-e-atinge-24-4-dos-brasileiros> Acesso em: 03 de junho de 2016.

Hislop H J, Avers D & Brown M. Daniels and Worthingham's muscle testing: techniques of manual examination and performance testing. 9. ed. Missouri: Elsevier, 2014. 528 p.

Huang G1, Shi X, Gibson CA, Huang SC, Coudret NA & Ehlman MC. Controlled aerobic exercise training reduces resting blood pressure in sedentary older adults. Blood Pressure. 22 (6): 386 – 394, 2013. Disponível em: < http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.3109/08037051.2013.778003> Acesso em: 11 de maio de 2016.

Jacob Filho W & Kikuchi EL. Geriatria e gerontologia básicas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. 512 p.

Janning PR, Cardoso AC, Fleischmann E, Coelho CW & Carvalho T. Influência da ordem de execução de exercícios resistidos na hipotensão pós‑exercício em idosos hipertensos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 15 (5): 338 – 341, 2009.

Johnston APW, Lisio M & Parise G. Resistance training, sarcopenia, and the mitochondrial theory of aging. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism. 33: 191-199, 2008.

Krinski K, Elsangedy HM, Soares IA, Buzzachera CF, Campos W & Silva SG. Efeitos cardiovasculares agudos do exercício resistido em idosas hipertensas. Acta Scientiarum Health Sciences. 30 (2): 107-112, 2008.

Kura GG, Tourinho Filho H, Merlin AP & Machado DC. Treinamento de força de intensidade progressiva não altera a pressão arterial pós – exercício de idosos hipertensos. Revista Brasileira Ciência e Movimento. 21(2): 57 – 63, 2013. Disponível em: < http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/viewFile/3864/2593> Acesso em: 29 de maio de 2016.

Lang T, Streeper T, Cawthon P, Baldwin K, Taaffe DR & Harris TB. Sarcopenia: etiology, clinical consequences, intervention, and assessment. Osteoporosis International. 21: 543 – 559, 2009. Disponível em: < springerlink.com> Acesso em: 2 de outubro de 2015.

MANUAL para a utilização da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa: proposta preliminar, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 de maio de 2016.

Martel GF1, Hurlbut DE, Lott ME, Lemmer JT, Ivey FM, Roth SM, Rogers MA, Fleg JL & Hurley BF. Strength training normalizes resting blood pressure in 65- to 73-year-old men and women with high normal blood pressure. Journal of the American Geriatrics Society. 47 (10): 1215–1221, 1999. Disponível em: < http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1532-5415.1999.tb05202.x/abstract?userIsAuthenticated=false&deniedAccessCustomisedMessage=> Acesso em: 01 de maio de 2016.

McArdle WD, Katch FI & Katch VL. Fisiologia do exercício: nutrição, energia e desempenho humano. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010. 1172 p.

Mediano MFF, Paravidino V, Simão R, Pontes FL & Polito MD. Comportamento subagudo da pressão arterial após o treinamento de força em hipertensos controlados. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 11 (6): 337 - 340, 2005.

Melo CM1, Alencar Filho AC, Tinucci T, Mion D Jr & Forjaz CL. Postexercise hypotension induced by low-intensity resistance exercise in hypertensive women receiving captopril. Clinical Methods and Pathophysiology. 11 (4): 183-189, 2006. Disponível em: < http://journals.lww.com/bpmonitoring/Abstract/2006/08000/Postexercise_hypotension_induced_by_low_intensity.2.aspx> Acesso em: 03 de maio de 2016.

Negrão CE & Barretto ACP. Cardiologia do exercício: do atleta ao cardiopata. 3. ed. São Paulo: Manole, 2010. 752 p.

Prado RAD, Egydio PRM, Teixeira ALC, Izzo P & Langa CJS. O. A influência dos exercícios resistidos no equilíbrio, mobilidade funcional e na qualidade de vida de idosas. O mundo da Saúde, 34 (2): 183-191, 2010.

PROGRAMA academia de saúde. 2015. Disponível em: Acesso em: 30 de agosto de 2015.> Acesso em: 30 de agosto de 2015.

Queiroz AC, Sousa JC, Cavalli AA, Silva ND Jr, Costa LA, Tobaldini E, Montano N, Silva GV, Ortega K, Mion D Jr, Tinucci T & Forjaz CL. Post-resistance exercise hemodynamic and autonomic responses: Comparison between normotensive and hypertensive men. Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sport. 25 (4): 486–494, 2015. Disponível em: Acesso em: 10 de maio de 2016.

Santana HA, Moreira SR, Asano RY, Sales MM, Córdova C, Campbell CS, Espindola FS, Sposito AC, Nóbrega OT & Simões HG. Exercise intensity modulates nitric oxide and blood pressure responses in hypertensive older women. Aging Clinical and Experimental Research. 25 (1): 43 – 48, 2013. Disponível em: < http://www.ppgef.univasf.edu.br/images/referencias/referencia4_respostasbiologicas.pdf> Acesso em: 11 de maio de 2016.

Santarém JM. Atualização em exercícios resistivos: adaptações cardiovasculares. Revista Âmbito Medicina Esportiva. 9: 23-24, 1998.

Santos EMR, Dias IBF, Santos M, Goldoni M, Novaes J & Simão R. Comportamento agudo da pressão arterial pós-exercícios resistidos para pequenos e grandes grupamentos musculares. Arquivos em Movimento. 3 (1): 18 – 27, 2007.

Scher LML, Nobre F & Lima NKC. O papel do exercício físico na pressão arterial em idosos. Revista Brasileira de Hipertensão. 15 (4): 228 – 231, 2008.

Soave JL, Guilherme JPL, Leite RD, Simão R & Souza Junior TP. Resposta hipotensora de idosas hipertensas é influenciada pelo grupamento muscular envolvido no exercício resistido. Motricidade. 8 (2): 543-548, 2012.

Soffer BA, Wright JT Jr, Pratt JH, Wiens B, Goldberg AI & Sweet CS. Effects of losartan on a background of hydrochlorothiazide in patients with hypertension. Hypertension. 26 (1): 112 – 117, 1995. Disponível em: < http://hyper.ahajournals.org/content/26/1/112.full> Acesso em: 12 de maio de 2016.

TERCEIRA idade – qual a sua idade? 2002. Disponível em: Acesso em: 14 de outubro 2015.

Terra DF, Mota MR, Rabelo HT, Bezerra LMAB, Lima RM, Ribeiro AG, Vinha PH, Dias RMR & Silva FM. Redução da Pressão Arterial e do Duplo Produto de Repouso após Treinamento Resistido em Idosas Hipertensas. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 91 (5): 299 – 305, 2008.

Umphred DA. Reabilitação neurológica. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. 1168 p.

VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 95 (1): 24 – 79, 2010. Disponível em: . Acesso em: 06 de maio de 2016.

Vieira RHG, Nogueira IDB, Cunha ES, Ferreira GMH & Nogueira PA de MS. Influência do treinamento resistido na qualidade de vida de idosas com hipertensão arterial sistêmica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 18 (1): 26 – 29, 2012.

Vital TM, Patatas JM, Tavares GH, Coelho APG de M, Costa G de AC, Nunes JED

& Puga GM. Efeito do treinamento resistido na força muscular e capacidade funcional em idosos ativos. Revista Digital EFDesportes. 16 (155): 1, 2011. Disponível em: < http://www.efdeportes.com/efd155/efeito-do-treinamento-resistido-em-idosos-ativos.htm> Acesso em: 11 de maio de 2016.

Whelton SP, Chin A, Xin X & He J. Effect of aerobic exercise on blood pressure: a meta-analysis of randomized, controlled trials. Annals of Internals Medicine. 136 (7): 493 – 503, 2002. Disponível em: < http://annals.org/article.aspx?articleid=715201> Acesso em: 11 de maio de 2016.

Yamamuro M, Yamamoto K, Kan H, Takashio S, Tayama S, Kaikita K, Hokimoto S, Sumida H, Sugiyama S & Ogawa H. Effects of a fixed combination of losartana with hydrochlorothiazide on glucose tolerance in hypertensive patients uncontrolled with angiotensin II receptor blockers alone. Journal of Atherosclerosis and Thrombosis. 20 (3): 238 – 244, 2013. Disponível em: < https://www.jstage.jst.go.jp/article/jat/20/3/20_14464/_pdf> Acesso em: 12 de maio de 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista de Saúde da Faciplac                                                                  

Brasília, v. 5, n.1, RESUMOS - EDIÇÃO ESPECIAL 2018

ISSN 2447-0309