Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista RSF é um periódico acadêmico-científico das Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central (FACIPLAC), cuja missão é publicar trabalhos originais de PESQUISA e REVISÃO, ou ENSAIOS de autores brasileiros e estrangeiros, relativos às Ciências da Saúde humana. Esta publicação tem como público alvo, profissionais e estudantes das áreas da saúde. A Revista RSF aceita artigos para publicação nos idiomas português e inglês.

 

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Editores
  • Rodrigo Carvalho
  • Flávia Della Giustina
  • Kelly Cristina Pereira
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Comissão Editorial faz análise dos trabalhos antes de submetê-los à assessoria científica. Nessa análise, consideram-se aspectos gerais de apresentação do artigo científico como escopo; apresentação do artigo segundo as normas da revista; atualização da revisão da literatura; coerência e precisão da metodologia; discussão dos fatos observados frente aos descritos na literatura; qualidade das tabelas e figuras; consistência das conclusões. Após a aplicação desses critérios, se o número de trabalhos aprovados ultrapassa a capacidade mensal de publicação, serão publicados por ordem de solicitação de publicação. Os demais, se a Comissão julgar conveniente, poderão ser publicados na próxima edição. Os trabalhos rejeitados são devolvidos aos autores e os demais são submetidos à análise de assessores científicos, especialistas da área técnica do artigo. Os manuscritos aprovados para publicação são revisados por no mínimo dois especialistas.

 

 

Periodicidade

Esta revista publica novas edições com intervalos semestrais.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.